Ratos e ninhos de amor [conto]

E ele suava como um porco e fedia azedo. Carregava uma pasta e um lenço branco embabado naquele líquido fétido que escorria por todo seu rosto e ensopava aquela barba nojenta. As pessoas fingiam que não notavam. Mas não tinha como. A sala de reuniões ficava empesteada pela sua presença. “Não há muito o que… Continuar lendo Ratos e ninhos de amor [conto]

Ovelhas desgarradas andando no trilho do trem [conto]

Helena invadiu o bar como um tiro. Passou pela porta já fazendo estragos e esbarrando em tudo e todos pelo corredor. O Jaime olhou para ela, depois olhou para mim lançando uma bigorna de responsabilidade no meu peito. Meu desejo de desaparecer não foi realizado e ela veio na minha direção cambaleando e rindo. “Como… Continuar lendo Ovelhas desgarradas andando no trilho do trem [conto]

Quem não aposta não ganha [conto]

Aquele dia tinha tudo para dar errado. Devia ter percebido logo que acordei. Qualquer movimento que fazia provocava uma onda de dor que se espelhava na velocidade da luz e parecia que ia explodir na minha cabeça. O Senhor, com toda sua sabedoria, me fez assim, alcoólatra e viciado em cocaína, o que ele faria… Continuar lendo Quem não aposta não ganha [conto]

Barata tonta passeando pelo jardim [conto]

Entrei no bar quietinho. Torcendo para não ser visto. Não lembrava muito sobre a noite passada, e não queria ser lembrado. O Jaime estava colaborando comigo. Me viu chegando e parando no canto da parede com o balcão. Sem fazer alarde se aproximou com um copo de água. “Isso é tudo que você vai beber… Continuar lendo Barata tonta passeando pelo jardim [conto]