E eles foram felizes para sempre….. [conto]

Quando Dona Maria levantou para começar a preparar o café-da-manhã Seu Eduardo nem se mexeu na cama. Nos quartos de Alex e Cristiane também não havia o menor sinal de movimento. Primeiro ela limpou a pia dos assaltos noturnos à cozinha. Deixou a água do café e o leite para fervendo e foi regar as… Continuar lendo E eles foram felizes para sempre….. [conto]

Fim dos meus dias [conto]

Love In Vain. Rolling Stones na veia. O momento é: um pufe, um baseado, uma dose de whiskey barato e um dia com o qual poderia viver o resto da vida sem ter vivido. Neste momento Love In Vain é mais que uma música, quase faz valer a pena. Em seis minutos começa Wild Horses,… Continuar lendo Fim dos meus dias [conto]

Cão que não ladra, morde [conto]

Os dias vão se passando. Iguais e repetidamente. Até que acontece alguma coisa que muda tudo. Então não dá mais para voltar atrás. Para Walter este momento foi quando entrou no escritório do Dr. Parede. Era uma sala velha, com o carpete surrado e livros empoeirados. Ele estava no telefone recomendando para uma cliente que… Continuar lendo Cão que não ladra, morde [conto]

Fatos Cotidianos 17 – A vida dói [conto]

  Não sei qual o dia da semana. Não faz diferença desde que a dor de cabeça passe. Nem é motivo suficiente para sair da cama. Será que existe um mundo sem dores? Um lugar onde todo pecado fica impune. Ficar me martirizando pela noite de ontem e os últimos trinta anos, ou pela garota… Continuar lendo Fatos Cotidianos 17 – A vida dói [conto]

A nobre arte de fazer dinheiro [conto]

Para Mariana sair do trabalho era como fugir de uma senzala ou escapar de uma prisão. Mais do que quebrar as correntes, era o mais perto da liberdade que alguém podia chegar. Esta sensação não durava muito tempo, porque em alguns minutos ela estava chegando na faculdade. E de novo aquela dívida com o mundo,… Continuar lendo A nobre arte de fazer dinheiro [conto]

O álcool e a salvação [conto]

Acordei de um sonho estranho. Deus me mandava procurar uma garçonete do Milk Mellow e dizer para ela me ajudar a parar de beber. Fiquei meio assustado. Ele nunca tinha falado comigo antes. Algo me dizia que tinha aprontado uma das grandes na noite anterior. Me senti compelido a ir na lanchonete cumprir Sua vontade.… Continuar lendo O álcool e a salvação [conto]

Deixe a vida florescer e não entre em pânico [conto]

Abri os olhos ainda na dúvida: que parte do que aconteceu ontem era só um pesadelo? Notei a filha do Jaime do meu lado e conclui que o sonho já havia acabado muito antes do John Lennon. Mas as dores tinham ficado. Eram reais. Pelo corpo todo. Partes que nunca havia notado a existência latejavam.… Continuar lendo Deixe a vida florescer e não entre em pânico [conto]

Dias de glória [conto]

[7:30] - Acordar e querer continuar dormindo. [7:35] - Aceitar a existência, levantar para higiene pessoal. [7:45] - Estar no segundo lance de escada do prédio correndo. [7:58] - Pegar ônibus que passa a três quarteirões de casa, já lotado. [8:37] - Trocar de ônibus, este esturricado. [9:32] - Chegar na editora e bater o… Continuar lendo Dias de glória [conto]

Dupla dinâmica e uma noite de sexta [conto]

Um vírus e um parasita vinham caminhando madrugada adentro pela Domingos de Moraes. Não tinham mais de quinze mangos juntando os dois bolsos. Não estavam indo para lugar nenhum. Passaram por algo que parecia ser um pequeno prédio comercial e viram uma escada com uma luz vermelha fraca acesa lá em cima. Já haviam perdido… Continuar lendo Dupla dinâmica e uma noite de sexta [conto]

Fatos Cotidianos 33 – Uma noite qualquer no paraíso [conto]

Um corpo cambaleante entrou no bar. Dois passos adentro e todos olhavam com repugnância. Além da aparência degradante, um cheiro azedo tomou conta do lugar. O aroma apontava para um ser estranho indo na direção do balcão. Pereba parou na bancada e olhou para o lado. “Vocês me parecem um bando de merda.” Todo mundo… Continuar lendo Fatos Cotidianos 33 – Uma noite qualquer no paraíso [conto]

Processo seletivo unificado [conto]

A falta do que fazer me levou a arrumar um estágio. O grande problema da minha vida é arrumar alguém que queira me pagar para fazer alguma coisa. Não sou muito seletivo, basta não ter que vender nada, não carregar peso, não precisar de esforço físico, não acordar antes das dez, não ser mais que… Continuar lendo Processo seletivo unificado [conto]

Soluções Simples [conto]

Raramente um jovem de menos de vinte anos tem bom senso. Devo ter visto um ou dois com este dom nos últimos anos. Quem paga o pato? Casais com filhos recém nascidos que moram em apartamentos. Incluo-me nesta lista. Não sei o que meus vizinhos fazem, mais sei que o filho deles fuma maconha e… Continuar lendo Soluções Simples [conto]

Fatos Cotidianos 10 – Trabalhando em Telemarketing [conto]

Não suporto mais este lugar. Toda vez que acordo, percebo que o sonho acabou, e lembro deste escritório, estas pessoas, penso em fugir. Sumir do mapa. Pegar tudo que resta no banco e ir para o improvável. Comprar uma passagem para o interior da Bolívia, ou do Peru. Não é tão caro, considerando uma viajem… Continuar lendo Fatos Cotidianos 10 – Trabalhando em Telemarketing [conto]

Fatos Cotidianos 27 – Nova perspectiva, o pé no chão! [conto]

Fazia um calor insuportável. Joana estava atravessando a Paulista a pé para economizar as moedas do metrô. Quando entrasse no escritório ia dizer que estava passando por problemas pessoais. Seu irmão estava no crack (não ela na cocaína). Três dias sem dar as caras. Na melhor da hispóteses uma demissão por justa causa. Não fazia… Continuar lendo Fatos Cotidianos 27 – Nova perspectiva, o pé no chão! [conto]