All Star #38 [conto]

É mais fácil acreditar que Deus existe do que acreditar que vou precisar saber a fórmula de Bhaskara para alguma coisa na vida. Numa reflexão rápida, de um aluno de terceiro colegial que quer desesperadamente voltar para casa e ficar fumando maconha escutando o CD novo do Queens of the stone age deitado na cama,… Continuar lendo All Star #38 [conto]

O fim do resto [conto]

No futebol da educação física do colégio o primeiro a ser escolhido não é só o melhor. Ele é o melhor, o mais legal, o mais bonito, com um futuro brilhante, inteligente e o orgulho do Sr. e da Sra. Oliveira. Daí para baixo vem o resto, encabeçados pelos melhores amigos dos melhores, depois um… Continuar lendo O fim do resto [conto]

All Star #44 [conto]

Já faz um tempo que descobri que estudar não é fundamental para terminar o colégio. Só precisa estar lá no dia-a-dia e fazer uma prova que quase sempre é coletiva. A escola não quer reprovar ninguém e os pais dos alunos não querem os filhos reprovados. Isso basta. Então, como diz o Gabriel Pensador, gosto… Continuar lendo All Star #44 [conto]

All Star #35 [conto]

As vezes acho que acredito que todo mundo nasce com um destino traçado. Tipo, independente do que você faça as coisas vão acontecer, de um jeito ou de outro. Aposto minha vida com a Júlia nisso, mas esta começando a ficar difícil de acreditar. Fiquei sabendo que ela esta ficando com um cara que já… Continuar lendo All Star #35 [conto]

All Star #31 [conto]

Acho que, se a Bíblia estiver certa, ninguém que morreu com mais de 18 foi para o céu. Tudo que pode se fazer de errado já se fez até os dezoito anos. Milhares de punhetas, centenas de chingamentos, pensamentos sacanas com a mulher do próximo, gula, avareza, mentira, não tem alma que dure até os… Continuar lendo All Star #31 [conto]

All Star #40 [conto]

Quanto mais se aproxima do vestibular mais me sinto como uma sardinha enlatada, pronto para virar jantar restô d´Ontê numa faculdade cretina formadora de mão de obra, para exploração de quem pagar menos. Não sei muito bem porque, ou sei, mas as vezes sinto que meu futuro é tão incerto e cruel quanto o do… Continuar lendo All Star #40 [conto]

All Star #33 [conto]

Preciso acordar uma hora e meia antes de ir para escola. Tenho que tomar banho, arrumar o cabelo, tomar café da manhã. Quando não consigo levantar da cama as 5:30 A.M. prefiro ficar em casa. Foi o que aconteceu hoje. O rádio relógio começou a tocar Beautiful Day, do U2, e simplesmente tirei ele da… Continuar lendo All Star #33 [conto]

Os abutres e a carne fresca [conto]

Porque ele não tinha a menor idéia do que fazia em mais da metade do tempo, e achava que não tinha nada à perder, ele só foi lá e fez, mas a Márcia, o Renato e a Paula não guardaram segredo, e agora o Cenora tinha muito a perder. Porque na educação física ninguém nunca… Continuar lendo Os abutres e a carne fresca [conto]

All Star #34 [conto]

A cara que a Ana Paula fazia enquanto o professor de química tentava explicar para gente alguma coisa sobre ligações iônicas me levava há uma realidade com crianças brincando na grama numa manhã feliz de domingo. A distância entre nós é muito maior que o fundão e os CDFs lá da frente. Queria ter nascido… Continuar lendo All Star #34 [conto]

All Star #39 [conto]

Nunca fui para escola estudar. Quando se esta no terceiro colegial é preciso de mais do que isso para acordar com o sol nascendo e encarar um professor chato falando de fórmula de Bhaskara, ou outra coisa estranha assim. Meu motivo para ouvir os pássaros cantando logo pela manhã era ver a Julia. O dela… Continuar lendo All Star #39 [conto]

All Star #37 [conto]

Se andasse armado me mataria ao menos dez vezes por dia. A primeira seria logo ao acordar. Qualquer um que já teve 17 anos sabe o quão difícil é encarar a escola as vezes. Não aguento mais ver a Ana Paula namorando aquele cretino do Toni. Também esta ficando complicado aceitar o fato de que… Continuar lendo All Star #37 [conto]

“O” de Otário [conto]

Só quem é professor substituto em escola pública sabe o que isso significa. O quão difícil é sair da cama pela manhã. César estava no seu segundo ano como categoria “O”. Não era um bom ano. Ele não tinha nenhuma aula para chamar de sua. Toda vez enquanto se preparava para sair pensava no porque… Continuar lendo “O” de Otário [conto]