Bem-vindo à selva [conto]

São meia dúzia de pessoas formando um círculo num canto da praça. No meio um homem fala como se estivesse encenando um monólogo, gesticulando e andando de um lado para o outro. ……..servindo um monte de gente da qual a enorme maioria não tem educação para falar bom dia ou obrigado…….oito horas por dia………..não……..doze horas… Continuar lendo Bem-vindo à selva [conto]

O instante eterno [conto]

O sofá é velho, um verde musgo rasgado com detalhes sujos em preto, mas o resto da sala é limpinha, com mesa, cadeira e estante, sem obstáculos, e o tempo anda para cá e para lá no raio de dois passos, indo e vindo num ritmo que poderia se perpetuar enquanto durasse o pensamento, uma… Continuar lendo O instante eterno [conto]

Seis [conto]

João, 32 anos, pintor (de parede, não do tipo artista, ou sim, uma vez pegou um enrosco pra fazer. Uma república de estudantes, pintaram qualquer vestígio de branco com frases tipo o que pode o corpo?, o corpo é uma prisão, corpo é corpo, enfim, o João foi lá, lixou tudo na unha porque a… Continuar lendo Seis [conto]

Elucidações elucidativas sobre os elucidados [conto]

A menor possibilidade das coisas darem certo ainda não é o suficiente para deslindar a necessidade de as coisas darem certo. Se as coisas não derem certo para Renata isso poderia significar que não vão dar certo para ninguém. Não porque as coisas dela sintetizam todo os sentimento do universo ou sua solução culminaria na… Continuar lendo Elucidações elucidativas sobre os elucidados [conto]

Stairway to heaven [conto]

Vou para Nova York. É lá que os artistas vivem e o dinheiro jorra das gravadoras. Todos os grandes estão em Nova York. Yoko Ono, Jay Z, Alicia Keys. Quem canta em português e toca cavaquinho nunca vai conseguir ir para Nova York. Mas eu canto em inglês, toco violão e gaita como o Bob… Continuar lendo Stairway to heaven [conto]

Expurgo [conto]

Edgard era inofensivo. Sofreu Bullying na escola desde o pré-primario. Não tinha nenhum tipo de ambição ou futuro. Sabia pouco ou quase nada sobre qualquer coisa. Um verdadeiro idiota. Teve só duas mulheres na vida. Uma ele pagou e outra estava bêbada o suficiente para não perceber que ele tinha broxado. Nunca começou ou terminou… Continuar lendo Expurgo [conto]

O poço não tem fundo, é lenda [conto]

Sobe a Brigadeiro Luis Antonio. Passos largos, velocidade total. Sem desviar. Cortando o fluxo das pessoas. Olhos esbugalhados rasgando o horizonte. Andar sem foco, com firmeza. E aqueles filhos da puta vão morrer. Vão morrer na porrada! Todos os filhos da puta! Atravessa a Paulista. Transpirando raiva. Pulsando ódio. Um empurrão daqui, um xingamento de… Continuar lendo O poço não tem fundo, é lenda [conto]