Paradoxo da vida perdida [conto]

Meu Deus, ainda estou vivo. Não sei como. Mais uma vez o improvável venceu. De algum jeito cheguei na casa da Paula e ela me deixou ficar no quarto de hóspedes. Preferia o quarto dela, mas não foi desta vez. Também não sei o que aconteceu ontem a noite. Nem quero saber. Checo tudo para… Continuar lendo Paradoxo da vida perdida [conto]

O suicídio do covarde Manuel [conto]

Ana trabalhava na lotérica Boa Sorte! há 25 anos. Começou um pouco antes de entrar para a faculdade de Letras e nunca mais saiu. A estabilidade tinha alavancado seus sonhos. Além do diploma, seu emprego a levou para quinze fantásticos dias de férias em Portugal em 2006, pagou muitos churrascos com os amigos e pizzas… Continuar lendo O suicídio do covarde Manuel [conto]

A batalha pela rota do oeste [conto]

A Guerra Civil chegou até onde não havia civilização. Todos os cantos do vasto mundo viviam a luta armada desde a primeira metade do Séc. XXI. Neste contexto não havia alternativa para um homem que não fosse se juntar a Resistência. Então ele podia ter dois caminhos a seguir: soldado propriamente dito, daqueles que pegam… Continuar lendo A batalha pela rota do oeste [conto]

All Star #35 [conto]

As vezes acho que acredito que todo mundo nasce com um destino traçado. Tipo, independente do que você faça as coisas vão acontecer, de um jeito ou de outro. Aposto minha vida com a Júlia nisso, mas esta começando a ficar difícil de acreditar. Fiquei sabendo que ela esta ficando com um cara que já… Continuar lendo All Star #35 [conto]

Fábrica de chocolate verde [conto]

Em dias como este eu realmente não queria existir. Nos outros também não, mas nestes, em espacial, não queria mesmo. Não sei por quê acordei. Não quero saber a hora. Nem o dia. Não quero viver. Se a cama não estivesse molhada com toda imundice que meus poros expeliram nas últimas horas poderia morrer sem… Continuar lendo Fábrica de chocolate verde [conto]

Novela mexicana [conto]

Camila não queria ir há sua festa de quinze anos. Para os pais que tinham investido em buffet, convite escrito a mão, colunas sociais e pingentes de ouro de lembrancinha era um verdadeiro desastre. “Como assim ela não quer ir?”, questionava a vó. “Não sei. Ela simplesmente disse que não quer ir. Esta com uma… Continuar lendo Novela mexicana [conto]

Um dia para cair no esquecimento [conto]

Acordei com dores de todas as formas físicas e psicológicas conhecidas. Ninguém me ama, nem eu. Estou pronto para morrer. Estou pronto há décadas. Por favor Senhor, perdoe minha covardia e acabe com isso. Se as dores no peito não são um sinal claro do fim, o que vai ser? Não sei porque corpo e… Continuar lendo Um dia para cair no esquecimento [conto]

O aborto [conto]

Luciana tinha 14 anos e desconfiava que estava grávida. Começou a suspeitar de algo errado depois de dois meses sem menstruar, e de sua vó estranhar os enjôos e perguntar sobre sua virgindade. As pesquisas no Google indicavam que as chances de estar esperando um filho eram grandes. Alguns sites anunciavam a notícia de forma… Continuar lendo O aborto [conto]

Tirando a sorte grande [conto]

O Jonas tinha pegado uma garota de programa para entrar com ele de fachada na frente, enquanto o Maleita ficaria escondido dentro do porta malas. Era um motel de beira de estrada sujo. “Ei, ninguém me falou que ia ser a três. Para mim não tem problema, mas eu cobro o dobro.” “Olha só......a gente paga......mas… Continuar lendo Tirando a sorte grande [conto]

Bruno e Maira em uma tarde qualquer [conto]

Bruno acordou como foi dormir, desempregado. Pegou a última colher de café e fez um chá preto fraco. Queria um cigarro, mas o cinzeiro não tinha bitucas. Precisava de dinheiro. Pensou em ligar para o César. Ele estava bem. Era gerente de alguma coisa numa multinacional há anos. Foram grandes parceiros de truco nos tempos… Continuar lendo Bruno e Maira em uma tarde qualquer [conto]

Cachorro no mato [conto]

Era uma multidão. Um fluxo aleatório de gente indo para cá e para lá. Bruna vinha andando como quem não quer nada, mas com o ritmo de quem sabe onde quer chegar. Só seguindo o fluxo da sua linha. Quando viu o pato vindo concentrado na tela do celular ela deu o bote. Rápida como… Continuar lendo Cachorro no mato [conto]

All Star #31 [conto]

Acho que, se a Bíblia estiver certa, ninguém que morreu com mais de 18 foi para o céu. Tudo que pode se fazer de errado já se fez até os dezoito anos. Milhares de punhetas, centenas de chingamentos, pensamentos sacanas com a mulher do próximo, gula, avareza, mentira, não tem alma que dure até os… Continuar lendo All Star #31 [conto]

O amor eterno [conto]

Três anos depois de entrar para faculdade de arquitetura Camila já sabia que poderia ser muitas coisas na vida, mas não arquiteta. Sentada em cima da mesa do Dr. Fernandes, com uma taça de vinho e a perna aberta, ela nem queria. Ele dispensou o copo de wiskey e posicionou sua cadeira de modo a… Continuar lendo O amor eterno [conto]