All Star #44 [conto]

Já faz um tempo que descobri que estudar não é fundamental para terminar o colégio. Só precisa estar lá no dia-a-dia e fazer uma prova que quase sempre é coletiva. A escola não quer reprovar ninguém e os pais dos alunos não querem os filhos reprovados. Isso basta. Então, como diz o Gabriel Pensador, gosto… Continuar lendo All Star #44 [conto]

All Star #35 [conto]

As vezes acho que acredito que todo mundo nasce com um destino traçado. Tipo, independente do que você faça as coisas vão acontecer, de um jeito ou de outro. Aposto minha vida com a Júlia nisso, mas esta começando a ficar difícil de acreditar. Fiquei sabendo que ela esta ficando com um cara que já… Continuar lendo All Star #35 [conto]

All Star #31 [conto]

Acho que, se a Bíblia estiver certa, ninguém que morreu com mais de 18 foi para o céu. Tudo que pode se fazer de errado já se fez até os dezoito anos. Milhares de punhetas, centenas de chingamentos, pensamentos sacanas com a mulher do próximo, gula, avareza, mentira, não tem alma que dure até os… Continuar lendo All Star #31 [conto]

A dura [conto]

A maconha é proibida por lei. Mas não é por isso que ela é uma droga. A cannabis é uma droga, entre outras coisas, porque age no sistema nervoso central e altera sua percepção da realidade. Por causa desta alteração há quem diga que dirigir fumando maconha, ou pouco tempo depois de dar um tapa,… Continuar lendo A dura [conto]

Os abutres e a carne fresca [conto]

Porque ele não tinha a menor idéia do que fazia em mais da metade do tempo, e achava que não tinha nada à perder, ele só foi lá e fez, mas a Márcia, o Renato e a Paula não guardaram segredo, e agora o Cenora tinha muito a perder. Porque na educação física ninguém nunca… Continuar lendo Os abutres e a carne fresca [conto]

All Star #39 [conto]

Nunca fui para escola estudar. Quando se esta no terceiro colegial é preciso de mais do que isso para acordar com o sol nascendo e encarar um professor chato falando de fórmula de Bhaskara, ou outra coisa estranha assim. Meu motivo para ouvir os pássaros cantando logo pela manhã era ver a Julia. O dela… Continuar lendo All Star #39 [conto]

Perdendo tempo e ganhando a vida [conto]

Me acordaram as sete e meia da manhã. Era sábado. Quando se mora de favor muitas vezes dormir é um luxo. Fui deitar umas três horas. Fiquei jogando conversa fora e fumando um com a galera da rua. Não estava com a menor vontade de levantar e ir hablar español. Falei para minha tia que… Continuar lendo Perdendo tempo e ganhando a vida [conto]

Espantalhos perdidos em busca do anzol de ouro [conto]

Sempre que Neb vinha andando pela Praça Ramos no fim da tarde ele tinha certeza que os bons tempos não viriam. Dava para ver na forma como a polícia olhava para as pessoas, na salsicha passada do cachorro-quente barato que ele vinha comendo. Tudo gritava que mudança era um luxo que não estava reservado para… Continuar lendo Espantalhos perdidos em busca do anzol de ouro [conto]

Manhãs de 2002 [conto]

Acordei às cinco e meia da manhã. Isto não é hora de gente acordar, é madrugada, ainda esta escuro. Concordo que algumas pessoas acordem esta hora, como, por exemplo, meu avô, que levanta esta hora porque gosta. Ele limpa a gaiola dos passarinhos, joga água no jardim e faz um monte de outras coisas, que… Continuar lendo Manhãs de 2002 [conto]