História para boi dormir [conto]

Comecei a notar uma coisa estranha, acho que esta nascendo um rabo em mim. Bem em cima do meu rego. No lugar exato onde teria que estar o rabo se todo mundo tivesse um. Notei uma dia quando sentei para cagar. Minha bunda não encaixava direito na proteção do vaso. O cotoco que tava pulando… Continuar lendo História para boi dormir [conto]

Ressaca mutante [conto]

Não estou conseguindo pensar. Nem levantar. Não quero saber como cheguei até aqui ou quem esta do meu lado. Quero sumir. Me mataria agora se ainda me restasse alguma dignidade ou uma arma ao alcance da minha mão. Acordar no quarto de uma desconhecida só é pior que acordar sozinho no quarto de uma desconhecida.… Continuar lendo Ressaca mutante [conto]

O buraco espacial e os Pigmeus destemidos [conto]

Depois de seis meses Mariana decidiu trocar de bar. A dívida de cento e cinquenta pilas no bar Bante já era impagável para ela. O acordo proposto pelo dono foi bom. Esquecia os dividendos desde que ela nunca mais pisasse lá. “Não gosto de você aqui. Meu bar não é puteiro”, disse o velho barbudo.… Continuar lendo O buraco espacial e os Pigmeus destemidos [conto]

Homem é morto em tentativa de assalto [conto]

Dupla roubava carros em esquina da zona oeste; suspeitos também morreram em troca de tiros com a polícia. Dois homens pardos são suspeitos de assassinar o eletricista mecânico Rodolfo Amaral Barbosa, 31, no intento de roubar o seu carro. O latrocínio teria ocorrido na tarde do domingo de Páscoa, quando a vítima estava voltando para… Continuar lendo Homem é morto em tentativa de assalto [conto]

Ratos e ninhos de amor [conto]

E ele suava como um porco e fedia azedo. Carregava uma pasta e um lenço branco embabado naquele líquido fétido que escorria por todo seu rosto e ensopava aquela barba nojenta. As pessoas fingiam que não notavam. Mas não tinha como. A sala de reuniões ficava empesteada pela sua presença. “Não há muito o que… Continuar lendo Ratos e ninhos de amor [conto]

Um encontro com Glinda [conto]

Acordar nunca é o melhor momento do dia. A primeira onda de culpa por toda uma existência desperdiçada vem em forma de dores e um cheiro forte de velhice. Não há nenhum sinal de que tenha chegado em casa acompanhado ontem a noite, o que, devido ao histórico, não é algo a se lamentar. Dizem… Continuar lendo Um encontro com Glinda [conto]

Toda felicidade da tristeza [conto]

Aguinaldo era um cara estranho. Ele tinha três pernas e dois umbigos. Elas eram paralelas, e a do meio que fazia o apoio para as outras duas darem o passo. Estava em casa muito bem acompanhado de duas garrafas de vinho e meia de rum. Projetava um filme mudo numa parede mofada e ouvia Bach… Continuar lendo Toda felicidade da tristeza [conto]

Ovelhas sem rebanho num mundo sem cordeiros [conto]

Érica entrou no bar depois de uma porrada na porta. Todo mundo olhou na sua direção. “Voltei Jaime!” Ele estava de costas mexendo em umas garrafas. Viu tudo pelo espelho e não escondeu sua expressão de “que merda!”. Ela foi até o balcão e sacou uma nota de cem. “Me dá uma garrafa forte e… Continuar lendo Ovelhas sem rebanho num mundo sem cordeiros [conto]